Quarta-Feira, 12/08/2020
Notícias

Pesquisa duvidosa pede informações pessoais junto a eleitores de Corbélia

O conteúdo está sendo enviado à população através de mensagens no watssap

Corbélia | Publicado em 24/07/2020 10:54

Provocou curiosidade na população de Corbélia, um questionário distribuído no meio da semana, através do Watsapp. O título é “Avaliação Socioeconômica e Política de Corbélia”. O material é composto por 18 perguntas, porém algumas são intrigantes. Pede por exemplo, sexo e idade para, logo em seguida, perguntar sobre o desempenho do presidente, Jair Bolsonaro.

Logo depois o questionário quer saber a opinião do entrevistado sobre o desempenho do governador, Ratinho Junior. Além disso, quer saber o grau de escolaridade do entrevistado e quer saber também, se a pessoa está em busca de emprego. Pede a renda familiar e quer saber qual é a necessidade do bairro onde o entrevistado mora. Na décima pergunta, o questionário quer saber sobre o desempenho do prefeito, Giovani Hnatuw e, em seguida, pergunta se o entrevistado acha que o melhor para o município seria manter o mesmo prefeito, ou mudar.

Pede ainda: “Se as eleições fossem hoje em quem você votaria” e sugere: Giovani/Dangelles, Eli Stefanello/Nene, branco/nulo, indeciso, nenhum. A 15ª pergunta quer saber qual o vereador tem o melhor desempenho no Legislativo. Já última pergunta diz o seguinte: “Pedimos, se possível, enviar para seus contatos e grupos”.

O Jornal ABC fez uma varredura na tentativa de encontrar a origem do conteúdo, mas na pesquisa consta apenas a expressão JOCH Consultoria e Assegurados. Não há endereço da empresa nem telefone de contato. Por causa disso, encaminhamos um pedido de informações junto ao TRE/PR que respondeu da seguinte forma: “Como a Justiça Eleitoral não “age de ofício”, ou seja, não tem iniciativa para abrir investigação como o Ministério Público ou a Polícia Federal, necessita ser acionada para julgar práticas suspeitas de irregularidades. Assim, denúncias de supostas irregularidades podem ser encaminhadas ao Ministério Público do Estado do Paraná: www.mppr.mp.br
Por questão de segurança pessoal e privacidade, um advogado ouvido por nossa equipe aconselhou as pessoas a não levarem adiante essas pesquisas que pedem dados pessoais e que não contenham uma origem definida.

Fonte: Portal ABC